Casa de Dom Inácio de Loyola

10min32

Cura espiritual. Casa Dom Inácio de Loyola. João de Deus. Abadiânia. Goiás. Milhares de consultas todas as semanas. Mais de 10 milhões de pessoas atendidas

Casa de Dom Inácio de Loyola

10:32

Cura espiritual. Casa Dom Inácio de Loyola. João de Deus. Abadiânia. Goiás. Milhares de consultas todas as semanas. Mais de 10 milhões de pessoas atendidas

Álbum

João de Deus

Um menino com pouco mais de oito anos de idade viajava pelo interior do Brasil com a mãe e avisou: vai cair uma chuva tão forte, mas tão forte, que várias das casas ao redor vão ser destruídas em menos de uma hora. Conversa de criança, brincadeira besta? Na dúvida, a mulher resolveu escutar o menino e procurar um abrigo longe da casa do irmão que iria visitar: esse era um dos telhados que o João disse que iria desabar. As paredes caíram e a história do João começou a ser construída boca-a-boca pelo país adentro.

“Fé é acreditar naquilo que você não vê”

Paciente espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola

Ele conta que sempre foi de Deus. Devoto de Santa Rita de Cássia desde muito novo, acredita é nos olhos do ser maior que tudo vê, no poder de cura de sua força. Começou a receber as entidades de médicos antes dos dez anos e, em Centros Espíritas, passou a ser corpo e passagem para os atendimentos de quem procurava por cura. Inácio de Loyola é presença constante nos dias de João Teixeira de Farias. Na casa que leva o nome do santo que está à frente de uma importante falange do espiritualismo brasileiro, João adormece acordado para que outras boas energias se despertem.

No ano de 1978, depois de muitas viagens para atender e curar pacientes, ele começou a receber os avisos: deveria procurar um terreno em Abadiânia, no estado brasileiro de Goiás. Na cidade com cerca de quinze mil habitantes e localizada a aproximadamente oitenta quilômetros da capital Brasília, ele deveria construir uma casa bem próxima a uma cachoeira. Dentro das paredes pintadas de azul cor do céu e de branco, João deveria continuar sua missão e ajudar milhares de pessoas de todo o mundo em seus caminhos de cura e libertação.

“Espiritualidade é uma conexão com todas as coisas do planeta”

Voluntária na Casa Dom Inácio de Loyola

Com mais de 76 anos de idade, João de Deus recebe centenas de pacientes às quartas, quintas e sextas-feiras: são muitos os idiomas, os sentimentos e as histórias que chegam na Abadiânia, agora convertida em um dos principais cenários de fé do mundo. Ali tudo é sobre a Casa de Dom Inácio: as pousadas preparadas para dar todas as instruções, as placas que só levam a um caminho, a cor que todos usam pelas ruas. O branco da pureza e do respeito é pano para todos os corpos: sinal claro de que as hierarquias do mundo contemporâneo ali não tem vez. Para as entidades, todos são iguais em potência e dor: nenhuma outra moeda vale.

Silêncio pleno, pernas e braços descruzados: corpo aberto. Fotografias de familiares em mãos, é preciso dizer se o caso é de primeira visita, retorno, cirurgia espiritual. Entrar na fila certa e esperar a sua vez. Logo será feito o contato individual com uma das entidades de médicos no corpo de João que é Deus: pode fazer perguntas, pode conversar, pode passar uma receita para o paciente recolher ali mesmo na casa. Em todos os casos, recomenda: é preciso também continuar o tratamento da medicina tradicional porque os médicos são os missionários - do mesmo Deus - enviados para tratar a matéria. De todo o atendimento, inclusive cirúrgico, entrega e fé são os procedimentos mais importantes.

“Não é necessário fazer cirurgias espirituais com corte.

A causa da doença está no espírito, com efeito no corpo”

João de Deus

Se o paciente pede e se a entidade concorda, ali mesmo são feitas as cirurgias sendo que a grande maioria são também espirituais. Em casos excepcionais: tesouras e linhas testemunham cortes que sangram e, normalmente, objetos que são retirados de um corpo. Para todo tipo de atendimento: não há horário marcado, não há valor de consulta.

A gratidão é uma das energias mais presentes ao redor da presença de um dos principais médiuns do Brasil e do mundo. Câncer, surdez, cegueira, epilepsia, esclerose múltipla: gente de todo mundo, médicos de tantas especialidades… são milhares e mais milhares de relatos de tratamentos bem sucedidos. E enquanto a fila aumenta e mais pessoas chegam em Abadiânia ou em todos os lugares do mundo por onde o brasileiro semi-analfabeto passa, João insiste: a cura e toda a glória, são como ele... de Deus.  

Veja Mais